segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Simetria



Salve as minhas inspirações que vão e voltam
Nessa brincadeira de cirandas,
De promessas eloquentes,
Voltas e voltas sem radar, sem paradas, sem destino,
Apenas perdidas nas fábulas,
Nos pecados escondidos...
Perdidas nos  horizontes secretos 
Envoltas nas almas serenas...
Vem anunciando as águas que virão,
Límpidas, claras,
Contornando os traços, fazendo pinturas,
Águas claras de verão.
Perfeita simetria entre cor e criação,
Vem desenhando vidas com lápis de luz de neon!


Ana P. Quitério

3 comentários:

Lucimar Simon disse...

Ainda bem que as tuas vem e vao, as minha vao como um rio cachoeira abaixo, rsrssr mas se pego em um bom momento aproveito o potencial e da pra produzir algumas energias positivas.

Volte logo inspiraçao da Ana, para que ela possa nos presentear com otimos textos.

beijos

Lita Figueiredo disse...

"Perfeita simetria entre cor e criação,

Vem desenhando vidas com lápis de luz de neon!"

Lindo, lindo, lindo!!!
Beijos, minha linda, amo vc mais que demais!!!

ivone fonseca disse...

Menina que fantastico... nossa queria ter escrito isto (a invejosa) bricadeirinha.. o texto é lindo como td q produz e me sinto lisonjeada em poder apreciar algo tão lindo como este belo e delicioso poema..