sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Ausente...???



Pobres infiéis que ainda ousam sonhar!

Infelizes criaturas submersas em ilusão...

Abra teus olhos! Veja teu mundo como ele é.


Espíritos excepcionais,

Nunca espere de volta o amor

Nem mesmo a devoção...

Não foste criado para ser reconhecido.


Vague por ai como um libertino!

Será a única rede que lhe prenderá enquanto for jovem,

Pois ao cair da noite em teu quarto a solidão lhe buscará.


Ao ver te no espelho

Encontrarás a imagem decadente que o tempo criou...

Nem mesmo tuas máscaras cobrirão mais teu rosto.

E o medo de encontrar-te face a face será o menor de teus males.


“É o fim!” – pensarás.

5 comentários:

Lucas Nietzel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

Epoca do Romantismo???
Não é pra tanto nao meu anjinho...

Você pegou a essencia do texto!
Fico muito feliz em ve-lo aqui!

Amo teus poemas... sou fã nº1, ninguem me tira esse posto.. rs

Te amo..
Bj

MiLii disse...

adorei mesmo, mto lindo

Ana disse...

Oi Milii
Td bem?
Nunca a vi por aqui... entao...
Seja bem vinda!

E obrigada pelo elogio...

Bj

MiLii disse...

fuçei no blog do lucas... ^^'
me identifiquei bastante com seus textos, eles são muito bonitos mesmo... obrigada pelo comentário.. Eu já não gostei muito daquele poema... Eu fiz em 10 minutos :s

bjão e parabéns