quinta-feira, 20 de novembro de 2008

A promessa


Ao olhar te nos olhos

Farei minha promessa!

Seguirei te pelo vale das trevas,

Então segurarei tuas mãos quando o medo vir

E mesmo quando for escuridão,

Caminharei contigo...

Prometo nunca fazer te chorar

E se um dia eu o fizer... Perdoa-me!

Não sou perfeita!

E quando me chamar pelo nome

Irei correndo ao teu encontro...

Então me chama!

E quando tudo for solidão

Grite, grite bem alto, que daqui ouvirei tua voz,

E responderei: não estás só!

Quando disserem lhe que não vales nada

Feche os olhos e ouça a vozinha que diz:

- Você é o tesouro mais raro!

Quando tudo parecer perdido,

E o mundo desabar...

Olhe para o lado, e lá estarei para ajudar a reconstruí-lo!

Nas batalhas contra os inimigos

Serei o soldadinho raso para defender-te!

Estarei na linha do fronte contigo!

E se fores ferido,

Então ajudarei a limpar tuas feridas...

Não prometo cicatriza-las, mas pelo menos amenizá-las...

Nas noites perturbadoras, onde o desespero e o medo tomarem conta de ti,

Chegarei de mansinho, tocarei de leve teu rosto,

Enxugarei tuas lágrimas...

E ali ficaremos sentados,

Apenas olhando para teto.

Não precisa dizer me nada... Teu silêncio já me diz...

Prometo não me separar de ti!

Mesmo que o tempo ainda não nos ajude

Ou mesmo tente nos afastar,

Teu nome estará escrito em minha vida,

E aonde quer que eu vá

Levarei você em meu pensamento!

E quando não conseguir mais caminhar,

Então estarei ao teu lado para ajudar-te a voar...

Essa é minha promessa de amizade eterna!

3 comentários:

Lucas Nietzel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ρoësis disse...

perfect!

=]

Aya disse...

Perfeita ^^