terça-feira, 22 de julho de 2008

A tal chamada felicidade


Todos buscam pela felicidade, aquela plena vista em novelas e filmes, mas a vida real não é assim... E às vezes simplesmente acabam se esquecendo de viver momentos, os momentos do agora...

Para mim a felicidade é composta de momentos que nos fazem bem, que nos traz sorrisos, alegrias, paz, momentos esses vividos com pessoas amadas, amigos, família, sozinhos, e até mesmo com desconhecidos, são situações que nos trazem prazer, conforto...

O que me traz felicidade?

Gestos simples: Um eu te amo, eu te adoro, um recado, um oi, um abraço sincero, uma palavra de amizade, um voto de confiança, estar no meio de quem gosto, comer o que gosto, fazer o que tiver vontade, ser louca nem que por um mínino instante, é lutar e ver o resultado de minhas conquistas, e muitas e muitas coisas mais... Mesmo que em meio a depressão, a fases ruins isso seja muito difícil de ver, eu acredito que a felicidade exista e que posso fazer parte dela, é só se deixar viver e vivenciar cada momento como o único...


Nesse relógio louco do tempo

Cada segundo é um eterno momento

Sem lágrimas quero vive-los

Transformarei esse meu pranto

Em risos e canto

Venha! Venha!

Venha ser feliz nem que seja por um pequeno instante

Mergulhe nesse mar de encanto

Voe sobre as águas claras nesse céu azul anil

Sente se a pedra e veja esse pôr-do-sol

Azul, dourado, alaranjado, rosado

Eis o milagre da vida

Vamos brincar de ver desenhos em nuvens

Seguir essas batidas do coração

Viver plenamente o simples segundo

E apenas se permitir ser livre eternamente

3 comentários:

Lucas Nietzel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diário de Ana disse...

Serio meu lindo?
Isso foi entao uma telepatia (ai que medo)kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Estou feliz por vc estar feliz tambem viu....
Adore te muito muito mesmo!!!

Lita Figueiredo disse...

Ana, lindo texto! Todo cheio de fé e de esperança na felicidade. Cheio de crença na vida, na beleza do viver. A poesia tbm é linda e revela a sua sensibilidade artística. Não adianta, querida! Vc é uma poetisa!